1/1

...encontrar pequenas aldeias Himba. É uma zona de deserto, das mais isoladas do país, onde devido à aridez e clima rigoroso, à falta de vias de comunicação e de infraestruturas, este povo conseguiu, até há pouco tempo, permanecer isolado do mundo, mantendo a sua cultura e tradições.

Os Himbas são pastores seminómadas, criam essencialmente vacas e cabras, vivem em casas que têm uma forma oval, construídas pelos próprios com galhos de árvores e revestidas de terra misturada com esterco de vaca seco.  

Os homens tratam do gado, levando-o a pastar para fora da zona onde habitam, pelo que praticamente não havia homens nas pequenas aldeias que visitamos, sendo frequente vê-los, ao longo da estrada, com os seus animais. 

As mulheres ficam na aldeia, cozinham, cuidam das crianças, fazem pequenos utensílios e os adornos que usam, para além de dedicarem uma parte do dia a cuidar do seu corpo. A roupa que usam é muito reduzida, tapando apenas as partes mais íntimas e é feita, essencialmente, de pele de animais. 

Numa região onde a escassez de água é uma constante, as mulheres não tomam banho.  Todos os dias untam o corpo com um creme ocre,  feito a partir de uma pedra macia da mesma cor,

que reduzem a pó e misturam com a manteiga que fazem a partir do leite dos animais. Este creme, para além de dar cor e não deixar secar a pele, protege do sol e dos insectos. Utilizam, ainda, outro creme feito de folhas de arbustos trituradas, que misturam com manteiga, colocando-o à volta do pescoço para se perfumarem. As partes íntimas são, também, perfumadas com o fumo de folhas de arbustos queimadas. 

Outra das características das mulheres Himba é o cabelo. Até à puberdade usam duas tranças que pendem para a testa, só depois começam a fazer rolos de cabelo com a mistura ocre de pó de pedra e manteiga, enfeitando o topo da cabeça com adornos feitos de pele de animal. À volta do pescoço, dos braços e das pernas utilizam vários ornamentos, que elas próprias fazem a partir de pequenos objetos metálicos, pele de animais e conchas.  

Todas estas práticas fazem parte das suas tradições. É a forma de se embelezarem.

Algumas aldeias são visitadas por turistas, começando a haver contacto com outras culturas. Por outro lado, os Himbas vão até às vilas mais próximas fazer compras e, por vezes, um dos filhos da família vai estudar para fora da aldeia, o que faz com que tenham acesso a outras realidades. 

Até quando será possível que a sua cultura e tradições se mantenham?