Há muitos anos que a fotografia é uma paixão para Luís Nogueira. Autodidata, as suas primeiras experiências foram, no início dos anos 70, com uma câmara reflex Fujica ST605 50mm. Posteriormente, fez trabalhos em médio formato, convertendo-se à fotografia digital no princípio deste século.

Influenciado pela obra do grande mestre Ansel Adams, que contribuiu para parte da sua formação, realizou diversos trabalhos a preto e branco no seu pequeno laboratório analógico. Após a passagem para a fotografia digital, o preto e branco continua a ser a sua preferência, mantendo-se a influência de Ansel Adams na procura do “sistema de zonas” perfeito.

 

Outros fotógrafos, como Henri-Cartier Bresson, Sebastião Salgado e Steve McCurry têm sido, também, uma referência. 

À paixão pela fotografia juntou-se o gosto de viajar, pelo que muitos dos seus trabalhos resultam das imagens captadas durante as diversas viagens que tem realizado. Gosta de registar diferentes culturas, sobretudo de pessoas no seu quotidiano.

Paralelamente à fotografia, por vezes realiza vídeos de viagem, com os quais pretende complementar a partilha das experiências vividas.

O seu trabalho encontra-se representado em coleções particulares e públicas.

 

a.p.o.

Instagram: LUISNOGUEIRAPHOTO

YouTube: luisnogueira

“O meu objetivo é partilhar com outros o que vou registando com o meu olhar através da câmara."

 

Leave your comment